Patrimonio Literário

Um das Vilas portugueses mais queridas de todos nós.

Vila encantada, passagem incontornável na região.

Ruas de perfume único acompanhada de uma ginginha, também única.

Lugar de conquistas, de alegria, de dissabores, de reis e visigodos.

Igreijas tornadas mesquitas onde as muralhas vieram emoldurá-la.

Óbidos de calçadas ingremes e janelas floridas onde o incenso de outrora se tornou nos odores dos petiscos que a toda a hora podemos degustar.

À noite a vila torna-se surreal em cada porta canta-se o fado ou um cantar alentejano.

Por lá passaram a nosssa Josefa ou o barro do mestre Bordalo.

Por lá passam as almas que procuram sonhar e viajar no tempo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *